Morre Neil Peart aos 67 anos, fica o enorme legado deixado pelo eterno baterista do Rush

Por Marcello Vaz, 11/01/2020.

 

O mundo da música, mais especificamente do rock, perdeu uma de suas lendas. Morreu Neil Peart,  aos 67 anos.  Aquele que é considerado por muitos, como o maior baterista de todos os tempos, partiu na última terça-feira (07), entretanto sua morte só foi confirmada por sua família, nesta sexta-feira (10).

O baterista enfrentava um câncer na região do cérebro, e infelizmente, após 3 anos de luta contra a doença, acabou por não resistir. Tanto Peart, quanto sua família, sempre mantiveram a doença em sigilo. Poucas pessoas sabiam do estado de saúde do rockeiro, fazendo com que sua morte causasse um enorme choque no mundo da música.

Nascido no Canadá, Peart fez história como baterista da banda Rush, também de origem canadense.  O músico esteve responsável pela bateria do Rush, desde o ano de 1974, até 2018, ano em que a banda encerrou oficialmente suas atividades profissionais.

Além de baterista, Neil Peart era também letrista e responsável por boa parte das composições do Rush. Conhecido por ter um estilo único, o Rush tinha a alma de Neil Peart, fazendo com que história do músico se confundisse muito com a da banda em diversos aspectos.

Ao longo de toda sua trajetória profissional, o baterista influenciou e serviu de referência para a grande maioria dos amantes do rock. Apesar de não estar mais presente de forma física, a obra e o legado deixado por Neil Peart continuará presente e inspirando as próximas e próximas gerações de rockeiros.

Neil Peart se vai, porém seu legado e sua história na música ficam para eternidade.